Fique bem informado com o JCN:

Arte

Aos 22 anos, Rapper canguçuense sai do Rio Grande do Sul em busca de seu sonho

Publicado

em

Em busca de seu sonho, O Rapper canguçuense William Almeida deixou Canguçu em março deste ano e partiu para Santa Catarina. Lá, nas últimas semanas, ele lançou o clipe de seu novo single, a música “Efeito Borboleta”.

O rapper de 22 anos, do coletivo Zero Quattro, formado pelos canguçuenses Felipe Menegoni, Miguel Borba e Cícero Oliveira, disponibilizou o videoclipe com imagens gravadas na cidade de Brusque/SC.

— Uma das coisas que mais me inspira a correr atrás e motivou minha vinda pra Santa Catarina foi o fato das pessoas me subestimarem. Eu nunca consegui ser como as outras pessoas. Não me agradava a idéia de trabalhar em um serviço de horário comercial. Sempre tive esse pensamento de ser um empreendedor no rap. — explicou Almeida, em entrevista ao Jornal Canguçu Notícia.

O videoclipe de ‘Efeito Borboleta’ contou com a produção visual de Morlock Art Lab e a edição de Mathias Luz. Assina a produção do instrumental, o beatmaker gaúcho Felipe Menegoni (Liip Beats) responsável pela mix e pelo máster.

— Meu sonho é viver da música e mostrar que quem vem de baixo não pode se contentar com pouco. Quero servir de exemplo pra quem vem de onde eu venho. E salvar vidas com isso também, desviando os jovens do crime e das drogas. — destacou o jovem músico.

O rapper conta ainda que seu trabalho tem sido reconhecido em Santa Catarina, atraindo olhares e promovendo novos shows. Entre eles, neste mês de agosto, o músico canguçuense já tem um show confirmado na Barra da Lagoa, em Floripa.

— A minha maior inspiração é minha família, que ficou em Canguçu. Criei coragem para correr atrás desse sonho porquê não me vejo fazendo outra coisa. Valorizo o que conquistei até hoje com o rap. Me sinto abençoado com esse dom. Cada dia fico mais confiante e com a certeza de que tudo vai dar certo. — concluiu Almeida.

O contato para parcerias e shows do artista é: (53) 9 8455-3780. Se você não conseguir visualizar o videoclipe na matéria, clique aqui. 

Arte

2ª Edição do Espetáculo Ame o Diogo arrecada R$ 4,6 mil

Publicado

em

No domingo (25), aconteceu a segunda edição do Espetáculo Ame o Diogo. O evento foi promovido através de uma parceria de organizadores de eventos infantis com alunos do Colégio Aparecida e contou com diversas atrações e personagens como: Ana e Elsa, Ladybug e Catanoir, Patati e Patatá, Minnie e Mickey, Branca de Neve, Princesinha Sofia e Queen Bee.

Ao todo, foram arrecadados R$ 4.680,00. As formas da comunidade ajudar foram muitas: compra de ingressos, pescaria, e opções gastronômicas, como brigadeiros, algodão doce e pipoca gourmet. Todo o dinheiro arrecadado foi revertido para o tratamento de Diogo Zarnot.

Para a Aniger Bast, uma das organizadoras, a participação foi ainda maior que na primeira edição. O valor arrecadado, quase alcançou o primeiro espetáculo que contava com uma sessão a mais de apresentações..

“Tivemos um resultado muito positivo. Foram muitas pessoas ajudando na iluminação, sonorização e decoração. Esperamos que ninguém pare a campanha. A comunidade de canguçu, unida, vai conseguir ajudar essa família que tanto precisa. Estamos muito felizes por poder ajudar” explicou Aniger.

Segundo a organizadora, o grupo recebeu muitas doações de guloseimas e carnes para os churrasquinhos. Alguns dos brindes que sobraram da pescaria, como um capacete e uma colcha de crochê serão rifados nos próximos dias.

“Uma mulher se sensibilizou com a história do Diogo e veio de Morro Redondo para trazer duas tortas para vendermos e aumentarmos as doações.” comenta Aniger.

RELEMBRE O CASO

Diogo foi diagnosticado com Atrofia Muscular Espinhal tipo 2. A doença é rara, grave e degenerativa, e se caracteriza pela degeneração e perda de neurônios motores da medula espinhal e do tronco cerebral, resultando na fraqueza muscular progressiva e atrofia.

O único remédio atualmente, que pode parar a progressão da doença é o Spinraza, que ainda não é disponibilizado pelo sistema único de saúde, e tem o custo de em média R$ 318 mil reais cada dose. A família já arrecadou o suficiente para 2 doses.

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA