Fique bem informado com o JCN:

Saúde

Após pagamento de salários de setembro e outubro, funcionários do HCC interrompem greve por 30 dias

Publicado

em

Nesta sexta-feira (7) , os funcionários do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC) decidiram em assembleia por interromper a greve, passando para um estado paredista. Em outras palavras, isso significa uma trégua de 30 dias, até que uma nova assembleia se reúna e decida pela continuação ou suspensão definitiva.

A decisão surgiu a partir do pagamento dos vencimentos restantes do mês de setembro e o mês de outubro feitna quinta-feira (6).

Nas últimas semanas, o prefeito Vinicius Pegoraro (MDB) havia relatado a imprensa sobre a expectativa pela chegada de um recurso de aproximadamente R$ 400 mil de incentivo que não vinha sendo repassado pelo governo federal.

— O estado paradista de greve funciona assim: o edital continua aberto, retornamos as atividades e dentro de 30 dias fizemos uma nova assembleia. Se após esse prazo não pagarem os vencimentos de novembro e dezembro, retornamos a greve. — explicou a  técnica de Enfermagem do HCC e representante da categoria, Luciara Luna Lira.

AUMENTO NOS REPASSES

Em entrevista concedida ao Jornal Canguçu Notícia, nos últimos dias, o prefeito Vinicius Pegoraro (MDB) ressaltou a importância da consultoria que o Hospital Sírio Libanês está realizando na instituição, custeada pelo Banrisul.

“São duas etapas: análise de gestão de rotinas dentro do hospital, perfil epidemiológico da micro-região, que está inserido, e a parte econômica financeira em que o Banrisul vai auxiliar na possibilidade de consolidar as dívidas, criando um leilão delas e promovendo um refinanciamento dos débitos.” explicou o prefeito.

Além da consultoria, o chefe do Executivo destacou a previsão de um aumento no repasse da Prefeitura à instituição, dado a aprovação da revisão da nova planta de valores do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

“Para o ano que vem está previsto um aumento de 1,8 milhão ao Hospital de Caridade. A gente tem uma previsão de acréscimo de 3 milhões nos cofres municipais, da revisão do IPTU. Esse recurso vai propiciar rever contratos médicos, ajudar no endividamento financeiro e colocar a casa de saúde a funcionar.” — completou Pegoraro.

Saúde

Com mais de R$ 930 mil arrecadados, Diogo Zarnot termina primeira etapa do tratamento

Publicado

em

Foto: Instagram/Reprodução

Nesta terça-feira (15), o pequeno Diogo Zarnot recebe a 4ª dose do medicamento Spinraza e conclui a primeira etapa do tratamento para a Atrofia Muscular Espinhal (AME 2), no Hospital de Clínicas, em Porto Alegre.

De acordo com os pais, a família segue com a campanha para conseguir pagar os R$ 350 mil adquiridos através de um empréstimo. A campanha solidária, movida pela comunidade canguçuense, que já completa mais de 7 meses, conseguiu arrecadar cerca de R$ 936 mil.

O valor não foi o suficiente para pagar totalmente a compra das 4 primeiras doses, e o empréstimo se fez necessário, devido a necessidade e urgência do tratamento.

De acordo com a mãe do menino, Darleni Zarnot, o Sistema único de Saúde (SUS) estabeleceu o prazo de até 24 de outubro para disponibilizar o restante do tratamento para o menino. A família está otimista com a garantia para poder dar continuidade ao tratamento.

Continue Lendo
Publicidade
”GaudinosBurgers”/
”GSSinuelo”/
Publicidade
”Whatsapp”/

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA