Fique bem informado com o JCN:

Saúde

Após pagamento de salários de setembro e outubro, funcionários do HCC interrompem greve por 30 dias

Publicado

em

Nesta sexta-feira (7) , os funcionários do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC) decidiram em assembleia por interromper a greve, passando para um estado paredista. Em outras palavras, isso significa uma trégua de 30 dias, até que uma nova assembleia se reúna e decida pela continuação ou suspensão definitiva.

A decisão surgiu a partir do pagamento dos vencimentos restantes do mês de setembro e o mês de outubro feitna quinta-feira (6).

Nas últimas semanas, o prefeito Vinicius Pegoraro (MDB) havia relatado a imprensa sobre a expectativa pela chegada de um recurso de aproximadamente R$ 400 mil de incentivo que não vinha sendo repassado pelo governo federal.

— O estado paradista de greve funciona assim: o edital continua aberto, retornamos as atividades e dentro de 30 dias fizemos uma nova assembleia. Se após esse prazo não pagarem os vencimentos de novembro e dezembro, retornamos a greve. — explicou a  técnica de Enfermagem do HCC e representante da categoria, Luciara Luna Lira.

AUMENTO NOS REPASSES

Em entrevista concedida ao Jornal Canguçu Notícia, nos últimos dias, o prefeito Vinicius Pegoraro (MDB) ressaltou a importância da consultoria que o Hospital Sírio Libanês está realizando na instituição, custeada pelo Banrisul.

“São duas etapas: análise de gestão de rotinas dentro do hospital, perfil epidemiológico da micro-região, que está inserido, e a parte econômica financeira em que o Banrisul vai auxiliar na possibilidade de consolidar as dívidas, criando um leilão delas e promovendo um refinanciamento dos débitos.” explicou o prefeito.

Além da consultoria, o chefe do Executivo destacou a previsão de um aumento no repasse da Prefeitura à instituição, dado a aprovação da revisão da nova planta de valores do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

“Para o ano que vem está previsto um aumento de 1,8 milhão ao Hospital de Caridade. A gente tem uma previsão de acréscimo de 3 milhões nos cofres municipais, da revisão do IPTU. Esse recurso vai propiciar rever contratos médicos, ajudar no endividamento financeiro e colocar a casa de saúde a funcionar.” — completou Pegoraro.

Saúde

Novo contrato do Estado com o Hospital de Caridade tem valor fixado em R$ 6,7 milhões por ano

Publicado

em

Hospital de Caridade de Canguçu. Foto: Canguçu Notícia
Foto: Jornal Canguçu Notícia

Foi assinado nesta quarta-feira (17/7), na Secretaria da Saúde (SES), em Porto Alegre, o novo contrato do governo do Estado com o Hospital de Caridade de Canguçu. O acordo prevê repasse anual de R$ 6,7 milhões para a entidade prestar serviços pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Desse total, R$ 1,045 milhão são de recursos estaduais. O novo documento, em comparação ao contrato que estava vigente até então, inclui um incentivo federal de R$ 154 mil mensais e mais parcela única de R$ 150 mil, proveniente de emendas parlamentares.

Foto: Marília Bissigo / Ascom SES

Assinaram o contrato a secretária da Saúde, Arita Bergmann, e o prefeito de Canguçu, Vinicius Pegoraro, o vereador Luciano Bertinetti e o gestor da instituição Gabriel Andina. Também estiveram presentes os deputados estaduais Fábio Branco e Pedro Pereira.

No contrato está prevista a oferta de alta e média complexidade em procedimentos cirúrgicos e ambulatoriais, partos, exames por imagem, atendimentos de urgência e emergência, e outros serviços.

O Hospital de Caridade de Canguçu tem 114 leitos, dos quais 96 são oferecidos por meio do SUS. Entre as especialidades abrangidas, esão neurocirurgia, cirurgia geral, clínica geral, saúde mental, Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto, obstetrícia cirúrgica e clínica, pediatria clínica e psiquiatria.

Com informações da assessoria de imprensa

Continue Lendo
Publicidade
”GaudinosBurgers”/
”GSSinuelo”/
Publicidade
”Whatsapp”/

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA