Fique bem informado com o JCN:

Saúde

Bloco Cirúrgico do Hospital de Caridade é reativado

Nos últimos meses, somente cirurgias particulares estavam sendo realizadas. Atualmente, a fila de espera para cirurgias no município é de 90 pacientes.

Publicado

em

Foto: Facebook/Reprodução

Na manhã desta segunda-feira (15), aconteceu a oficialização da reabertura do Bloco Cirúrgico do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC).

O ato contou com a presença de vereadores e da imprensa local. Na oportunidade, aconteceu a assinatura dos contratos com as equipes médicas para a retomada das cirurgias eletivas, cobertas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Em entrevista ao Jornal Canguçu Notícia, o chefe do Executivo Vinicius Pegoraro (MDB) destacou a parceria com a Câmara de Vereadores, que possibilitou a retomada dos serviços.

No começo do ano, uma reunião entre executivo e legislativo alinhou os detalhes sobre o funcionamento das cirurgias. A Câmara Municipal concordou em repassar ao hospital mensalmente um aporte de R$ 40 mil para a retomada do serviço.

— Tenho que destacar nesta ação de retomada, a parceria da Câmara de Vereadores. A prefeitura ainda trabalha na negociação da renovação do contrato do hospital com o Governo do Estado.

Segundo o prefeito, o contrato precisa ser renovado em um valor maior do que no ano passado, devido ao aumento de atendimentos e oferta de serviços. “A gente precisa que o Estado ajude a custear esse processo.”

O chefe do Legislativo Marcelo Maron (PTB), reforçou o alinhamento de ideias entre os poderes, no que se refere à saúde do Município.

— A gente tem notado ao longo dos anos que o Hospital sempre foi pauta e a Câmara sempre que pôde, ajudou. Não seria diferente neste momento. Tivemos essa conversa desde o começo do ano. Estaremos honrando esse compromisso. É importante solidificarmos o atendimento e o funcionamento do Hospital. — explicou Maron.

Para o presidente da Câmara, os últimos episódios de divergência de ideias na casa, gerou um ‘murmurinho’ de que o Legislativo pretendia construir um novo prédio para a Câmara de Vereadores.

— Não temos intenção de fazer uma Câmara de Vereadores nova, mas de fazer com que o dinheiro retorne na prestação de serviços para a comunidade.

Como vai funcionar?

Segundo a Prefeitura, interventora na gestão da casa de saúde desde dezembro do ano passado, as cirurgias irão respeitar a capacidade física e humana do hospital, e cirurgias de maior complexidade poderão ser repassadas a outros hospitais da região.

Nos últimos meses, somente cirurgias particulares estavam sendo realizadas. Atualmente, a fila de espera para cirurgias no município é de 90 pacientes. A Administração Municipal estima zerar a fila até setembro deste ano.

Saúde

Show do Léo Pain e rifa de moto arrecadam R$ 53 mil para o Diogo Zarnot

Publicado

em

No último domingo (9), mais um evento arrecadou fundos para o tratamento do menino Diogo Zarnot.

O músico Léo Pain, vencedor do programa The Voice Brasil realizou um grande show no Ginásio Municipal. Em sua companhia, a Banda Hawai Banda Área VIP e o Complexo Magma animaram a noite dos canguçuenses.

Com o ingresso dos show, a família arrecadou R$ 30 mil. No evento, foi sorteada uma motocicleta. Só a venda desta rifa alcançou R$ 23 mil. Ao todo, a família somou R$ 53 mil a mais para o tratamento do menino.

RELEMBRE O CASO:

Diogo foi diagnosticado com Atrofia Muscular Espinhal tipo 2. A doença é rara, grave e degenerativa, e se caracteriza pela degeneração e perda de neurônios motores da medula espinhal e do tronco cerebral, resultando na fraqueza muscular progressiva e atrofia.

O único remédio atualmente, que pode parar a progressão da doença é o Spinraza, que ainda não é disponibilizado pelo sistema único de saúde, e tem o custo de em média 318 mil reais cada dose. Só para dar início ao primeiro ano de tratamento, o menino preciso de 6 doses do medicamento, valor superior a R$ 2 milhões.

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA