Fique bem informado com o JCN:

Geral

Município receberá sistema de selo que cria parâmetros de acessibilidade em locais públicos e privados

Publicado

em

Os municípios gaúchos devem aderir, nos próximos meses, ao Selo de Acessibilidade. O anúncio foi feito na terça-feira (8), em Canguçu, durante a reunião de prefeitos promovida pela Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul).

A reunião estava dentro da programação do Fórum Regional de Acessibilidade e Inclusão, realizado através da Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders) no município.

O Sistema Estadual do Selo de Acessibilidade, conforme a Faders, é uma iniciativa inédita no âmbito governamental, que tem como objetivo criar parâmetros arquitetônicos de acessibilidade claros, padronizados e de fácil verificação por toda a sociedade.

Prédios, praças, escolas e quaisquer ambientes públicos ou privados poderão receber um dos três tipos de selo: bronze – para as condições primárias, prata – para as intermediárias ou ouro – para os espaços que tenham atendido todos os requisitos de acessibilidade.

Para o presidente da Fundação, Roque Bakof, além de dar visibilidade ao espaço físico que contempla as condições de acessibilidade, e estimular que os empreendimentos busquem a avaliação, espera-se que o selo motive os cidadãos a sinalizar o que falta nos espaços.

Não é apenas o fato de um lugar ganhar um selo na parede. Há todo um movimento em volta da concessão, que busca a construção da consciência dos motivos da existência do selo – afirmou Roque.

“Então, o selo é uma demarcação de propósito, para as pessoas entenderem que existem níveis de acessibilidade”, ressaltou Roque.
. Segundo ele, se um espaço tem o selo ‘bronze’, por exemplo, ele ainda não alcançou o prata mas, pelo menos, mostra interesse na direção da acessibilidade. Bakof enfatizou que as classificações desenvolvidas (bronze, prata e ouro), serão facilmente compreendidas pela população.

Após a instalação oficial do Selo de Acessibilidade, será criado um comitê estadual que ficará responsável pela definição dos quesitos que devem ser validados, além de um comitê municipal para fazer a avaliação dos locais que possuem o selo.

Os grupos serão plurais, participarão pessoas dos conselhos municipais da pessoa com deficiência, de associações da pessoa com deficiência, mas também o sindicato dos comerciários, por exemplo. Ao compor um comitê gestor com essa pluralidade, a ideia não é somente conceder o selo, mas também funcionará como uma maneira de conscientização – explicou Bakof, em dezembro, em entrevista concedida ao Jornal Correio do Povo

Na reunião os prefeitos da região também discutiram estratégias para sensibilizar órgãos do governo federal na liberação de recursos que amenizem os prejuízos causados pela estiagem na zona sul, encaminhando a realização de audiência com o ministro chefe da Casa Civil, Elizeu Padilha.

Também foi posto em debate a questão da saúde que, de acordo com os relatos apontados pelos prefeitos está complicada em toda a região. Novas ações de mobilização serão feitas a partir de relatórios da situação de cada município.

Canguçu Notícia, com informações da Assessoria de Imprensa da Azonasul.

 

PREFEITURA DIVULGA AÇÕES PARA MELHORAR A ACESSIBILIDADE

Nesta quarta-feira (9), a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal divulgou uma nota com as medidas que estão sendo tomadas para melhorar a acessibilidade no município. Confira:

Proporcionar acessibilidade significa incluir a pessoa que possua algum tipo de deficiência nas atividades do cotidiano de todos. Como no uso de algum produto ou serviço. Com o crescimento das áreas urbanas, fica ainda mais clara a importância de que as cidades sejam vistas de uma forma mais ampla e inclusiva, que permita a todos viverem da melhor forma. Para isso, projetos que preveem requalificar áreas devem estar atentos a maneiras de atender ao máximo a diversidade de pessoas. Essa questão está cada vez mais na pauta do desenvolvimento urbano, mesmo que ainda existam algumas barreiras que ainda precisam ser ultrapassadas.

Ações que estão sendo tomadas:

  • Rampa de acessibilidade ao Gabinete do Prefeito, sendo a primeira vez na história que um cadeirante conseguiu chegar ao gabinete do prefeito;
  • Faixa elevada na frente da APAE;
  • Construção das duas plataformas niveladas para cadeirantes no Cine Teatro Municipal;
  • Demarcação de espaços pra cadeirantes no ginásio;
  • Banheiros acessíveis: Gabinete do Prefeito , Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, Cine Teatro Municipal, Ginásio Municipal;
  • Adequação da sala de recepção do Pronto Atendimento com balcão do nível para cadeirantes;
  • 1º evento municipal com tradução em libras;
  • Ampliação do acervo da biblioteca de audiobook e livros em braile;
  • Processo de implantação de sinal luminoso para surdos nas salas de aula;
  • Aumento do repasse para a APAE para ampliação de atendimentos aos autistas R$ 200.000/ano;
  • Ampliação do atendimento de monitoria nas escolas através de as professores auxiliares para alunos com necessidades especiais;
  • Capacitação professores e auxiliares de educação especial, no mínimo quatro ao ano;
  • Lei das Calçadas construída em parceria com o conselho municipal das pessoas com deficiência que regulamenta a construção de calçadas.

Geral

Prefeitura está montando Guia de Empreendimentos Locais

Publicado

em

Foto: Jornal Canguçu Notícia

Empreendedores podem cadastrar informações sobre produtos e serviços oferecidos no Guia de Empreendimentos da Prefeitura de Canguçu.

Segundo a assessoria de imprensa, o guia será disponibilizado de forma gratuita através do site oficial e é mais uma forma de divulgar os empreendimentos locais.

Não há custos envolvidos. Além disso, o guia contribuirá com a realização da inventariação turística – INVITUR de Canguçu, atividade exigida pelo Ministério do Turismo para que os municípios façam parte do Mapa do Turismo Nacional.

Em nota, a assessoria de imprensa anexou um trecho explicativo dos objetivos do inventário, pelo Ministério do Turismo:

“O inventário consiste em levantar, identificar, registrar e divulgar os atrativos, serviços e equipamentos turísticos, as estruturas de apoio ao turismo, às instâncias de gestão e outras condições gerais que viabilizam a atividade turística, como base de informações para que se planeje e gerencie adequadamente o processo de desenvolvimento. O intuito é permitir que o município faça um levantamento de sua infraestrutura e atrativos com a finalidade de reconhecer o que for passível de utilização para fins turísticos. Com isso, é possível embasar as ações de planejamento, gestão, promoção e incentivo à comercialização do turismo a partir da adoção de uma metodologia-padrão para inventariar a oferta turística no país” (Mtur, 2015).

Para participar do guia informativo e cadastrar seu empreendimento, basta preencher o formulário online da Prefeitura, acessando: http://encurtador.com.br/egk78

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA