Fique bem informado com o JCN:

Educação

COOESC mantém suspenso o transporte de estudantes para Pelotas e Capão do Leão

Publicado

em

Na noite de segunda-feira (28), a Cooperativa dos Estudantes de Canguçu (COOESC) emitiu uma nota confirmando que a suspensão do transporte escolar dos estudantes para as cidades de Pelotas e Capão do Leão seriam mantidas nesta terça (29).

Segundo o presidente da cooperativa, Vanderlei Pinto de Oliveira, a medida se dá em decorrer da greve e do cancelamento das atividades das instituições de ensino.

Confira a nota emitida:

“Em virtude da Greve e do cancelamento das atividades no IF-Sul, UFPel e Anhanguera amanhã e UCPel (até sexta), NÃO TEREMOS TRANSPORTE para Pelotas e Capão do Leão amanhã (29/05). 
Estamos atentos aos acontecimentos e avaliando todas as situações e voltaremos a comunicá-los qualquer alteração que venha a ocorrer, CONFORME COMBINADO, sempre por volta deste horário.
O atendimento no escritório continua normal, salvo alguma situação especial que será comunicada com antecedência.”

 

Confira as notas emitidas pelas instituições de ensino orientando seus alunos para as atividades em meio à greve dos caminhoneiros:

 

Universidade Federal de Pelotas (UFPel) 

 

“UFPel permanece sem aulas nesta terça (29).
Diante da crise nos serviços de transporte e a dificuldade de pleno desenvolvimento das atividades da Universidade Federal de Pelotas, a Reitoria comunica, que, na terça-feira, dia 29 de maio:
a) todas as atividades acadêmicas estão suspensas;
b) em relação às atividades administrativas, estão desde logo justificadas as ausências daqueles servidores que, dadas as dificuldades de deslocamento, não puderem comparecer ao trabalho;
c) o Restaurante Universitário do Capão do Leão não abrirá;
d) o Restaurante Universitário da Telles atenderá somente aos bolsistas;
e) o Restaurante Universitário da Santa Cruz funcionará normalmente para o almoço e quanto ao jantar a definição sairá nesta terça.
Na terça-feira à tarde, a Reitoria vai se reunir para avaliar a situação do momento e emitir comunicado com novas orientações”

 

Universidade Católica de Pelotas (UCPel)

“Diante da continuidade dos efeitos da crise de abastecimento, das dificuldades de locomoção da comunidade acadêmica e também em razão do tempo que será necessário para que a situação se normalize caso a paralisação dos caminhoneiros seja encerrada em breve, a Universidade Católica de Pelotas informa que:
1)   o expediente administrativo nesta segunda-feira (28) será encerrado às 17h;
2)   não serão realizadas atividades acadêmicas presenciais de graduação e pós-graduação nesta segunda (28), terça (29) e quarta-feira (30);
3)   o corpo docente está orientado a adotar iniciativas de ensino através da internet, do Sistema de Apoio (SAPU 3.0) ou do Moodle;
4)   a Universidade funcionará apenas em caráter de plantão administrativo presencial nos dias 29 e 30, das 9h às 13h;
5)   o Serviço de Assistência Judiciária e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) permanecem com as atividades em regime de plantão, também das 9h às 13h;
6)   fica mantido o atendimento à população no Hospital Universitário São Francisco de Paula, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) administradas pela UCPel e no Campus da Saúde, exceto por absoluta impossibilidade de locomoção das equipes de trabalho;
7)   alunos que dão suporte à assistência nas UBS’s e no Campus da Saúde ficam liberados a partir das 15h;
8)   está igualmente mantido o funcionamento do Lar da Criança São Luiz Gonzaga;
9)   permanecem suspensos os prazos relacionados a processos administrativos da UCPel; 
10) em caso de dúvidas pontuais, alunos devem contatar as coordenações de cursos;
11) a situação continuará sendo monitorada e a comunidade acadêmica será informada por meio de nossos canais de comunicação em caso de novas decisões.”

 

Instituto Federal Sul Rio Grandense (IFSUL)

“Após uma reunião de gestão, ocorrida na tarde desta segunda-feira (28), o reitor Flávio Nunes anunciou que todas as atividades administrativas da Reitoria do IFSul serão suspensas nesta terça-feira (29), em decorrência da situação atual envolvendo os meios de transporte no país.

A gestão se reunirá novamente amanhã (29), para avaliar a situação e deliberar a respeito de novas decisões relativas às atividades da Reitoria nos próximos dias.”

Foto: UCPEL/Divulgação

Educação

Canguçuense é finalista em concurso nacional de design de mobiliário

Publicado

em

Finalista do Prêmio Salão Design, a aluna Canguçuense Caroline Reichow, do bacharelado em design, está representando o IFSul na categoria de desafios dos espaços em transformação. O resultado final será divulgado no dia 10 de fevereiro de 2020 e a cerimônia de premiação ocorre no dia 18 de março, em Bento Gonçalves.

Após uma série de pesquisas, desenhos, testes de dimensionamento e maquetes em escalas para testar encaixes e dimensões, Caroline chegou ao resultado desejado. Inspirado no origami e suas diversas possibilidades, o (des)Dobra foi pensado para guardar objetos variados e pode ser utilizado em qualquer ambiente da casa.

Com múltiplas possibilidades de configurações e montagens,  é um móvel modular e adaptável, que pode “crescer” de acordo com a necessidade de quem o utiliza. Em sua estética, apresenta uma base menor que o tampo, com laterais em diagonal e o lado de dentro colorido, uma tentativa de surpreender quem o abre.

“Acredito que meu projeto foi selecionado para a final porque é um móvel adaptável, que atende as necessidades dos espaços que estão em constante transformação. Além disso, possui uma estética diferenciada, pois não apresenta um lado de cima determinado, podendo ser rotacionado e utilizado em qualquer sentido”, conta.

Com grandes expectativas para o resultado, a estudante destaca que, além de trazer reconhecimento pessoal, a conquista é uma maneira de mostrar um pouco mais o que é desenvolvido no curso de design. “Perceber que o meu móvel despertou a atenção de pessoas que são referência na área já é um prêmio para mim”, afirma.

O projeto finalista foi desenvolvido na disciplina de Design de Mobiliário e Artefatos, ministrada pela professora Mariana Piccoli, que orientou os alunos durante o processo. O desafio proposto foi elaborar um produto a partir de um problema identificado e, com base nisso, realizar análises e aplicar diversas ferramentas do design.

O objetivo da proposta era possibilitar aos alunos maior contato com a realidade do cenário de mobiliário. Além da parte prática, os alunos realizarem uma atividade de análise dos produtos que já haviam sido premiados anteriormente no concurso, estudando os materiais e a inovação dos conceitos. Para organizar as etapas, a turma usou um sistema de gerenciamento dos projetos.

Pensando no problema que haviam identificado, iniciaram a definição do que seria projetado, para quem, como e por qual motivo, processo essencial no design. Com essas respostas, desenvolveram desenhos e buscaram inspirações estéticas que tornassem o produto mais visual. A última etapa consistiu no desenvolvimento dos móveis em tamanho real, que foram construídos na marcenaria do design com a ajuda de Manoel Joaquim Fernandes, marceneiro do IFSul.

Para Mariana, ter o curso representado nesta final é resultado de um trabalho conjunto de todos os professores, que vão desenvolvendo os fundamentos do design em várias disciplinas. “É uma maneira de confirmar que o trabalho está sendo realizado de forma adequada e que estamos sendo vistos. Essa final é a possibilidade de fazer novos contatos, ter um portfólio mais completo e interessante”, destaca.

Prêmio Salão Design

Promovido pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), o Prêmio Salão Design é um concurso brasileiro de design de mobiliário. O objetivo é incentivar a criatividade, o empreendedorismo e a inovação tecnológica, além de estimular a agregação de valor aos produtos por meio do design, como forma de melhoria da competitividade no mercado global.

Na primeira etapa eliminatória, a avaliação técnico-funcional levou em consideração critérios como forma e função do produto, ergonomia e segurança, materiais utilizados, tecnologia de produção e sustentabilidade. Para a etapa final, os selecionados devem enviar o produto em escala natural para ser avaliado pelos jurados até o dia 17 de janeiro. Nessa fase, serão analisados elementos estéticos e criativos utilizados para elaboração do projeto. Conceito, criatividade, originalidade, inovação, materiais utilizados e finalidade do produto serão os critérios de eliminação.

com informações do site IFSUL -RS

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA