Fique bem informado com o JCN:

Política

Deputado Pedro Pereira gastou mais de R$ 14 mil em diárias em 3 meses de mandato

Publicado

em

Foto: Assembleia Legislativa/Reprodução

O gasto com diárias na Assembleia Legislativa revela que, em 2019, o parlamentar que mais gastou soma R$ 14.133,36 com essa despesa, em três meses de mandato. É o deputado estadual Pedro Pereira (PSDB).

Nesta semana, ele subiu à tribuna e fez o discurso mais enfático contra o possível aumento salarial dos diretores do Banrisul. Pereira classificou a possibilidade de aumentos salariais dos gestores do banco como “piada”, “tapa na cara” e “aberração”.

O mês em que o deputado estadual mais gastou em diárias foi fevereiro, com R$ 6.477,79.

Ao todo, o gasto com diárias na Assembleia nos três primeiros meses soma R$ 194.556,98. Há deputados que não gastaram nem um centavo com esta despesa no período, como Gaúcho da Geral (PSD), Fábio Ostermann (Novo), Giuseppe Riesgo (Novo) e Luciana Genro (PSOL). Os dados estão disponíveis no Portal da Transparência do Legislativo.

Confira os cinco gastos mais altos de deputados com diárias na Assembleia Legislativa em 2019:

  1. Pedro Pereira (PSDB) R$ 14.133,36
  2. Elisandro Sabino (PTB) R$ 12.158,83
  3. Silvana Covatti (PP) R$ 10.080,46
  4. Luis Augusto Lara (PTB) R$ 9.174,79
  5. Frederico Antunes (PP) R$ 8.997,86

O que diz o deputado Pedro Pereira (PSDB):

“O deputado Pedro Pereira (PSDB) informa que sempre trabalhou com ética e seriedade com o objetivo de ajudar nas reivindicações dos municípios gaúchos. Em seu próprio veículo, roda aproximadamente 7 mil Km/mês. São realizadas semanalmente visitas aos prefeitos, vereadores, comunidades, escolas e hospitais.

As diárias são consequência deste trabalho juntos às comunidade e seus representantes. São 12 anos e meio resolvendo e/ou amenizando os problemas dos municípios de todas as regiões do Estado. Caso contrário, não teria sido eleito para o quarto mandato como deputado estadual. Pedro Pereira recebeu 32.290 votos em 224 cidades, sendo o mais votado do PSDB. Todas as suas campanhas foram de baixíssimo custo.

E esse trabalho vai continuar, mesmo com problemas de saúde. Após o 2° turno das eleições do ano passado, em novembro, Pedro Pereira se submeteu a uma cirurgia e colocou prótese no quadril e, em janeiro, a uma artroscopia de joelho. Nesse período, ficou afastado.

Pedro Pereira ressalta que praticamente nunca faltou às reuniões de comissões e ou sessões plenárias em que há votação de projetos. Todas as diárias são devidamente comprovadas com notas fiscais dos hotéis em que o parlamentar se hospedou. A Assembleia Legislativa garante esse direito para todos os deputados. Por ano, cada deputado pode utilizar 84 diárias”.

Informações: Kelly Matos – Gaúcha ZH

Continue Lendo
Publicidade

Governo

Bolsonaro entrega à Câmara projeto que muda regras da CNH

Publicado

em

Foto: Detran PR/Divulgação

Proposta aumenta de 20 para 40 pontos o limite para suspensão da habilitação. Texto será discutido pelos parlamentares e precisará ser aprovado pela Câmara e pelo Senado.

O presidente Jair Bolsonaro foi pessoalmente nesta terça-feira (4) à Câmara dos Deputados para entregar um projeto de lei que muda trechos do Código Brasileiro de Trânsito. Dentre as alterações, está a ampliação – de 20 para 40 pontos – do limite para suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Para que as mudanças entrem em vigor, o projeto precisará ser discutido no âmbito das comissões e, depois de aprovado, apreciado pelo plenário da Câmara e do Senado.

O projeto do governo também prevê a ampliação da validade da habilitação, de cinco para dez anos. A habilitação dos idosos também terá validade ampliada de dois e meio para cinco anos.

Principais pontos do projeto

  • Aumenta de 20 para 40 o limite de pontos, em um período de um ano, para suspensão da CHN;
  • Amplia a validade da CNH de 5 para 10 anos;
  • Amplia a validade da CNH para idosos de 2 anos e meio para 5 anos;
  • Mudança nas regras para o transporte de crianças nos veículos;
  • Possibilidade de o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) liberar bicicletas elétricas sem maiores exigências;
  • Fim da exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais.

Informações: Fernanda Calgaro, G1/Globo

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA