Fique bem informado com o JCN:

Saúde

Família consegue arrecadar mais de R$ 20 mil para a cirurgia do João Wickboldt

Publicado

em

A família do pequeno João Wickboldt anunciou nas redes sociais nesta semana que conseguiu arrecadar o suficiente para a cirurgia do menino.

João Wickboldt da Silva foi diagnosticado aos 5 meses de vida, com Craniossinostose (fechamento prematuro da sutura sagital, popular moleira), e a equipe médica informou aos pais, de que este seria um caso que precisaria de intervenção cirúrgica.

Segundo a mãe do menino, o custo da cirurgia gira em torno de R$ 25 mil,e que o Sistema Único de Saúde (SUS) não pôde cobrir as despesas, em razão do diagnóstico em seu filho ter sido fora do tempo.

Como a cirurgia é de emergência, os pais haviam agendado a cirurgia para a quarta feira (9), no Hospital Santo Antônio em Porto Alegre.

“Nós tivemos a sorte de encontrar muitas pessoas boas no nosso caminho! A cada um que ajudou, de qualquer forma, seja com valores ou com qualquer pequena ação, ou mesmo incluindo nosso Gordinho em suas orações, deixamos a nossa mais sincera gratidão!” destaca Andreza Wickboldt, a mãe do menino.

Confira todos os fundos arrecadados:
Vakinha Online: R$ 9.360,00 (- taxas) = 8.704,96
Depósito em conta: R$ 1.160,00
Doações em dinheiro: R$ 4.366,00
Mocotó: R$ 2.430,00
Jantar Beneficente: R$ 3.980,00
Rifa – Torta: R$ 1.000,00
Rifa – Microondas: R$ 800,00
Contribuição SIMCA: R$ 822,00
TOTAL: R$ 23.262,96

Saúde

Canguçuense precisa de ajuda para manter custos com tratamento de Câncer de Mama

Publicado

em

Foto: Facebook/Reprodução

A família da canguçuense Luciane Aparecida dos Santos Ferreira está realizando uma vakinha virtual para arrecadar fundos para ajudar a custear o tratamento do câncer de mama.

Aos 35 anos e mãe de cinco filhos, Luciane Ferreira luta contra um câncer agressivo há pelo menos 4 anos e já passou por 2 cirurgias para a remoção de uma das mamas que estava totalmente afetada pela doença.

Um período depois da remoção, a mulher recebeu a notícia de que o tumor havia retornado, e agora passa por sessões de quimioterapia para tentar frear a doença, antes de retirar a outra mama que acabou sendo comprometida pela doença.

O desafio se tornou ainda maior com a gestação, que precisa de um cuidado a mais no tratamento, já que não pode fazer uso de alguns medicamentos por serem fortes e pelo risco prejudicar a saúde de seu bebê. A irmã, que morava no Paraná, precisou se mudar para Canguçu para ajudar no tratamento e nos cuidados com os outros filhos.

Viviane pede a ajuda de todos para auxiliar no tratamento da irmã que precisa de remédios contra este câncer que tem enfrentado. É possível colaborar com qualquer valor através do site vakinha.com.br, clicando aqui.

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA