Fique bem informado com o JCN:

Política

Marcelo Maron é eleito presidente da Câmara de Vereadores

Publicado

em

Foto: Jornal Canguçu Notícia

Na quinta-feira (20), Marcelo Maron, líder da bancada do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) foi eleito presidente da Câmara de Vereadores. Com 8 votos contra 7, Maron venceu o vereador Neviton Nornberg do Partido Democrático Trabalhista (PDT), e assume o posto de chefe do Legislativo em janeiro de 2019.

Em entrevista concedida ao Jornal Canguçu Notícia, na tarde desta sexta-feira (21), junto com o presidente do PTB, Nilson Nornberg, Maron afirmou que está bastante ansioso diante da responsabilidade que abraça.

— Fiquei surpreso com o resultado porque a construção foi feita minutos antes da votação. Estou me organizando e definindo o que iremos construir no Legislativo. Quero conduzir da melhor forma, sendo o guardião do regimento, da lei orgânica. Sempre tive uma relação boa com todos os vereadores, então penso que a gestão da presidência acontecerá de forma tranquila. — destacou Marcelo.

O presidente do Partido, Nilson Nörnberg, explicou que Maron é o terceiro vereador do PTB que assume o cargo de chefe do Legislativo. Antes dele, foram Chico Vilela e Wendel Vilela.

— Para nós, é um orgulho muito grande ter dois vereadores na Câmara e ter o Marcelo como presidente, fazendo essa harmonia dos poderes. Sendo ele uma pessoa muito tranquila, tenho certeza que conseguirá fazer uma boa gestão no Legislativo. O PTB está em festa. — ressaltou Nörnberg.

Entre as ações de Maron neste ano no Executivo, destacam-se requerimentos como o cadastro do Município no Programa Internet Para Todo, que possibilita levar internet banda larga com um preço mais acessível para as localidades mais desassistidas, como no interior, através de uma parceria entre Governo Federal, Empresas de Telecomunicações e Prefeituras.

Além disso, em Abril deste ano, o vereador sugeriu a implementação do curso na modalidade Ensino de Jovens e Adultos (EJA) na Escola Municipal Vinte de Setembro, no Rincão dos Maias, 1° distrito. Segundo ele, a sugestão se dá pela necessidade da comunidade se dirigir até a cidade em busca do atendimento, e pela ampla estrutura física da escola, capaz de atender ao serviço. “Sou muito pela educação e pela agricultura, que é minha origem.” — explicou o vereador.

— Tenho tido muita atenção também com uma promessa de uma antena de telefonia celular que fiz na época de campanha para a comunidade da região do 1º e do 2ª distrito. Já fui na ANATEL e tenho mantido contato com as operadoras. Essa é uma das coisas que quero melhorar em nosso município, o sinal de telefonia celular, principalmente no interior, que é muito desassistido. — concluiu Maron.

Segundo o vereador, a problemática do sinal de telefonia se dá em virtude das operadores olharem com pouca atenção para o interior, não vendo demanda.

Para Maron, Canguçu tem uma particularidade que a diferencia de outros municípios: por ser o maior minifúndio da América Latina, concentra mais pessoas no interior do que na cidade. Segundo os números do presidente do partido e secretário de assistência social e diretos humanos, 63% da população vive no interior, enquanto somente 37% reside na cidade.

— Vou seguir buscando recursos para o nosso município. Nestes dois anos já conseguimos uma patrulha agrícola, um trator com plaina para ajudar na recuperação das estradas do nosso município. E na área da saúde, conseguimos uma ambulância e um gabinete odontológico. — concluiu o vereador.

MESA DIRETORA

A Mesa Diretora do próximo ano será composta pelos vereadores João Luis Mendes Sodré como 1º Vice-Presidente, Adolfo Neutzling Griep como 2º Vice-Presidente, Luciano Zanetti Bertinetti de 1º Secretário e Rubens Angelin de Vargas de 2º Secretário.

Votaram em Marcelo Maron (PTB): Adolfinho, Cristiano Aguiar, João Durão, Leandro Pipa, Luciano Bertinetti, Marcelo Maron, Rubinho Vargas, Silvio Neutzling.

Votaram em Nevinho (PDT): César Silva, Dudu, César Madrid, Erroldisnei Borges, Rodinei Jacondino, Nevinho, Ubiratan Rodrigues;

Política

Mulheres na Câmara: Projeto institui sessão especial em que suplentes assumem postos de vereadores

Publicado

em

Número de mulheres que ocuparam cadeiras no Legislativo ainda é pequeno em Canguçu. Foto: Assessoria de Imprensa/Câmara

Na sessão ordinária de segunda-feira (1), a Câmara aprovou por unanimidade o projeto do vereador Rubens Vargas (PTB) que institui o “Dia da Câmara Mulher”

O projeto cria um novo evento no calendário do Legislativo, em que as suplentes dos vereadores em exercício assumem seus postos durante um dia, apresentando proposições: (projetos de lei, decretos, resoluções, requerimentos, indicações e moções) e debatendo suas ideias no Plenário da Câmara.

A sessão ordinária do Dia da Câmara Mulher está prevista para acontecer no dia 1° de outubro, e será transmitida ao vivo com o encaminhamento das deliberações adotadas; Neste dia, as suplentes poderão fazer uso dos gabinetes e equipamentos dos vereadores titulares, além de receberem um auxílio financeiro para cobrir os gastos com deslocamento e alimentação;

De acordo com o documento aprovado, cada agremiação partidária terá o mesmo número de vagas, para mulheres correspondente ao número de vereadores titulares eleitos.

A composição da Mesa Diretora (Presidente, 1ª Vice Presidente; 2ª Vice Presidente; 1ª Secretária e 2ª Secretária) será definida de acordo com as 5 suplentes que obtiveram o maior número de votos, independente da sigla da agremiação partidária.

Para o vereador autor do projeto, Rubens de Vargas, o objetivo é fortalecer a participação feminina no processo político municipal e valorizar as suplentes de vereador, permitindo a exposição de seus projetos e promovendo a inserção no contexto político, estrutural, administrativo, conjuntural da Câmara.

com informações da assessoria de imprensa

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA