Fique bem informado com o JCN:

Geral

Petrobras reduz 3% do preço da gasolina

Publicado

em

Rádio Vitória AM/Reprodução

A Petrobras anunciou nesta segunda (10) redução de 3% no preço da gasolina em suas refinarias. É o terceiro corte desde o dia 24 de maio, acompanhando a redução das cotações internacionais do combustível.

De acordo com a estatal, o litro da gasolina será reduzido em R$ 0,0549 a partir desta terça (11). Assim, o preço médio praticado pelas refinarias da empresa cairá de R$ 1,8144 para R$ 1,7595 por litro.

É o menor valor desde o dia 12 de março. Após três cortes consecutivos, o preço da gasolina vendida pela Petrobras acumula queda de 14%.

No dia 31 de maio, a estatal reduziu o preço da gasolina em 7,1%, fato que gerou comemoração do presidente Jair Bolsonaro no Twitter. Antes, no dia 24, a queda havia sido de 4,4%.

O repasse às bombas depende de políticas comerciais de distribuidoras e postos de combustíveis. A gasolina vendida pela Petrobras corresponde a 31% do preço final do produto.

O ciclo de queda acompanha as variações do mercado internacional de petróleo. Desde a o fim de maio, quando o último corte foi anunciado, o preço da gasolina no Golfo do México caiu 4,5%, de acordo com a agência americana de informações em energia.

A política de preços dos combustíveis da Petrobras considera as variações das cotações internacionais e da taxa de câmbio. Acrescenta ainda os custos para trazer os produtos ao mercado brasileiro.

Para a gasolina, a política estabelece prazos máximos de 15 dias para reajustes. No caso do diesel, os reajustes não podem ocorrer em prazos inferiores a 15 dias, medida adotada em meio a crescentes insatisfações dos caminhoneiros.

O último ajuste no preço do diesel foi anunciado também no dia 31 de maio, quando o valor praticado pelas refinarias da Petrobras foi reduzido em 6%.

Desde março, a Petrobras pratica prazos mínimos de 15 dias para reajustes no preço do diesel. Já a política de preços da gasolina prevê prazos máximos de 15 dias para alterações.

Informações: Jornal GaúchaZH

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Canguçu deve receber mais policiais efetivos em agosto

Publicado

em

Foto: Rafael Silva/Correio do Povo

Com o objetivo de reduzir a criminalidade e de aumentar o efetivo de policiais militares e civis na região Sul do Estado, o deputado Pedro Pereira (PSDB) se reuniu nesta terça-feira (18), com o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior e com a chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, em Porto Alegre. Também participaram do encontro assessores técnicos da secretaria.

O parlamentar tucano explicou que em Canguçu, município com mais de 55 mil habitantes, existe uma defasagem extrema na Brigada Militar, já que além da atividade de policiamento ostensivo, os policiais ainda acumulam a atividade de guarda de presídio. Há uma central de vídeo monitoramento, mas a BM não tem efetivo para cuidar das câmeras.

“Nós precisamos acabar com a criminalidade, coibir o tráfico de drogas e reprimir os assaltos a bancos, a pedestres, a residências e o abigeato. Os bandidos estão roubando até caminhão de fumo. Ninguém se sente seguro”, afirmou Pedro Pereira. 

Na oportunidade, o parlamentar reforçou o pedido através de um ofício entregue ao vice-governador.

“Nós estamos realizando um levantamento na região e mapeando todos os municípios. Em agosto devem se formar mais dois mil soldados. Iremos reforçar o efetivo no município e em todo o Estado”, garantiu o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior.

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA