Fique bem informado com o JCN:

Educação

Tudo o que foi destaque nos últimos 3 dias do 4º EDUCAR-SE

Publicado

em

EDUCAR-SE

Nesta semana, Canguçu sedia a 4ª edição do EDUCAR-SE, o maior evento de Educação da Região Sul. O evento começou na terça-feira (17) e encerra nesta sexta-feira (20), no Ginásio Municipal.

 

Segundo informação dos organizadores, neste ano, são esperados mais de mil profissionais da área da Educação.

 

Quer saber mais sobre o que rolou nesta edição? Confira o resumo de cada dia, estruturado pela Jornalista responsável pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal, Roberta Pereira:

 

PRIMEIRO DIA

No início da tarde de terça-feira (17) a abertura contou com homenagem a professores e servidores, apresentação da Banda Brasil para Cristo e uma homenagem à educadora Maria Ivonete da Silva Tessmann, falecida neste ano.

A primeira palestra foi ministrada pelo professor Leonardo Barros com o tema “Projeto de Vida em Família”.
Graduado em Educação Física e Pedagogia, especialista em educação, mestre em educação coach, palestrante formado pelo Instituto Gente de Roberto Shinyashiki. Barros atua hoje como Professor Universitário, Palestrante e Empresário.

A noite houve um momento dedicado aos Diretores de Escolas com a Palestra “Gestão Escolar”,  ministrada por André Lemes.

Lemes é licenciado em História e Mestre em Educação Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande — FURG. Como servidor público federal, ocupa o cargo de Técnico em Assuntos Educacionais na FURG. Como servidor público municipal, ocupa o cargo de Professor de História na rede pública municipal de Rio Grande.

Foi Secretário Municipal de Educação do município de Rio Grande, no período de 2013 a 2017, Presidente da Região Sul da União Nacional dos Dirigente Municipais de Educação – UNDIME, no período de maio de 2015 a agosto de 2017.

Atualmente exerce o cargo de Secretário Municipal de Educação de Rio Grande e foi reeleito Presidente da União dos Dirigente Municipais de Educação do Rio Grande do Sul – UNDIME/RS (entidade representativa na área da educação dos 497 municípios do RS).

SEGUNDO DIA

Na manhã de quarta-feira (18) a primeira Palestra foi ministrada pela professora Daniela Pedra Mattos com o tema: “A Base Nacional Comum Curricular”.

Daniela Pedra Mattos é Graduada em Letras pela Universidade Católica de Pelotas; Especialista em Supervisão Escolar pela URCAMP. Atua também como palestrante, ministrando Formação Continuada a Supervisores Educacionais, Gestores e Professores. Mestre em Formação Docente: Ensino, Processos e Práticas Educativas pela UFPEL .

Após sua palestra, ocorreu o Painel “Da Educação Infantil ao Ensino Médio sob a ótica da Construção e Integração”, com os educadores convidados Lidiane Noguez da Escola Municipal Gonçalves Dias, Ederlei Bahr Zarnott da Guido Timm Venzke e Irmã Cecília Ivone Rigo do Colégio Franciscano Nossa Senhora Aparecida.

Durante a tarde, aconteceram os  “Relatos de Experiências Pedagógicas”, onde os professores tiveram a chance relatar suas experiências e ouvir as dos colegas, aprendendo com os acertos e erros presentes em cada processo.

TERCEIRO DIA

O terceiro dia do EDUCAR-SE foi marcado pela palestra “Sustentabilidade de vida”, ministrada pela Irmã Irani Rupolo, graduada em pedagogia pela FIC e Pedagogia com habilitação em Administração Escolar pela AEUDF, e mestre em Educação.

Em seguida, houve a palestra “Educação do Campo” ministrada por Vitor Hugo Borba Manzke, graduado em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas pela UCPel; Mestrado em Educação e Ciência pela UFSC; Doutorado em Ciências Biológicas-Biologia Animal, e Pós-Doutorado em Didática das Ciências Experimentais, pela Universidade de León/ULe.

Hugo atualmente é Coordenador Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Tecnologias Educacionais – PPGCITED.

No turno da tarde foram promovidas oficinas, com diversas temáticas que buscaram agregar os mais diversos conhecimentos relacionados aos processos educacionais.

Foto e Informações: Roberta Pereira/Prefeitura de Canguçu

Educação

Canguçuense é finalista em concurso nacional de design de mobiliário

Publicado

em

Finalista do Prêmio Salão Design, a aluna Canguçuense Caroline Reichow, do bacharelado em design, está representando o IFSul na categoria de desafios dos espaços em transformação. O resultado final será divulgado no dia 10 de fevereiro de 2020 e a cerimônia de premiação ocorre no dia 18 de março, em Bento Gonçalves.

Após uma série de pesquisas, desenhos, testes de dimensionamento e maquetes em escalas para testar encaixes e dimensões, Caroline chegou ao resultado desejado. Inspirado no origami e suas diversas possibilidades, o (des)Dobra foi pensado para guardar objetos variados e pode ser utilizado em qualquer ambiente da casa.

Com múltiplas possibilidades de configurações e montagens,  é um móvel modular e adaptável, que pode “crescer” de acordo com a necessidade de quem o utiliza. Em sua estética, apresenta uma base menor que o tampo, com laterais em diagonal e o lado de dentro colorido, uma tentativa de surpreender quem o abre.

“Acredito que meu projeto foi selecionado para a final porque é um móvel adaptável, que atende as necessidades dos espaços que estão em constante transformação. Além disso, possui uma estética diferenciada, pois não apresenta um lado de cima determinado, podendo ser rotacionado e utilizado em qualquer sentido”, conta.

Com grandes expectativas para o resultado, a estudante destaca que, além de trazer reconhecimento pessoal, a conquista é uma maneira de mostrar um pouco mais o que é desenvolvido no curso de design. “Perceber que o meu móvel despertou a atenção de pessoas que são referência na área já é um prêmio para mim”, afirma.

O projeto finalista foi desenvolvido na disciplina de Design de Mobiliário e Artefatos, ministrada pela professora Mariana Piccoli, que orientou os alunos durante o processo. O desafio proposto foi elaborar um produto a partir de um problema identificado e, com base nisso, realizar análises e aplicar diversas ferramentas do design.

O objetivo da proposta era possibilitar aos alunos maior contato com a realidade do cenário de mobiliário. Além da parte prática, os alunos realizarem uma atividade de análise dos produtos que já haviam sido premiados anteriormente no concurso, estudando os materiais e a inovação dos conceitos. Para organizar as etapas, a turma usou um sistema de gerenciamento dos projetos.

Pensando no problema que haviam identificado, iniciaram a definição do que seria projetado, para quem, como e por qual motivo, processo essencial no design. Com essas respostas, desenvolveram desenhos e buscaram inspirações estéticas que tornassem o produto mais visual. A última etapa consistiu no desenvolvimento dos móveis em tamanho real, que foram construídos na marcenaria do design com a ajuda de Manoel Joaquim Fernandes, marceneiro do IFSul.

Para Mariana, ter o curso representado nesta final é resultado de um trabalho conjunto de todos os professores, que vão desenvolvendo os fundamentos do design em várias disciplinas. “É uma maneira de confirmar que o trabalho está sendo realizado de forma adequada e que estamos sendo vistos. Essa final é a possibilidade de fazer novos contatos, ter um portfólio mais completo e interessante”, destaca.

Prêmio Salão Design

Promovido pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), o Prêmio Salão Design é um concurso brasileiro de design de mobiliário. O objetivo é incentivar a criatividade, o empreendedorismo e a inovação tecnológica, além de estimular a agregação de valor aos produtos por meio do design, como forma de melhoria da competitividade no mercado global.

Na primeira etapa eliminatória, a avaliação técnico-funcional levou em consideração critérios como forma e função do produto, ergonomia e segurança, materiais utilizados, tecnologia de produção e sustentabilidade. Para a etapa final, os selecionados devem enviar o produto em escala natural para ser avaliado pelos jurados até o dia 17 de janeiro. Nessa fase, serão analisados elementos estéticos e criativos utilizados para elaboração do projeto. Conceito, criatividade, originalidade, inovação, materiais utilizados e finalidade do produto serão os critérios de eliminação.

com informações do site IFSUL -RS

Continue Lendo

Destaques da Semana

Copyright © 2019 — Jornal Canguçu Notícia LTDA